Dona de um inesgotável paladar e de intenso apetite vital, uma entusiasmada senhora, típica house-wife  de origem  californiana, Julia Child  (1912 / 2004) que, para acompanhar o marido à serviço do governo norte-americano, mudou-se para a França entre meados das décadas de 40 e  50,  ali foi arrebatada por um almoço, tipicamente francês, de “oysters and sole a meunière”.  O fato desencadeou em sua vida uma verdadeira missão: a de ensinar a família norte-americana média a comer e a cozinhar comme il faut . E viria a influenciar, por gerações, as mesas da terra de Uncle San, que, naqueles tempos, como a futura autora de dezenas de livros sobre a arte e os preciosismos da cozinha francesa atestava, “não costumava  dispensar  mais que dez minutos para preparar revoltantes refeições enlatadas e de misturas prontas”.
Através de seu indelével contanto e das peripécias culinárias pela França (país que ela passou a  chamar de sua “pátria espiritual” ), incluindo uma graduação na rígida academia culinária Cordon Bleu  e uma infatigável pesquisa, anotações, traduções e testes no fogão de mais de 700 receitas de pratos franceses – material para o seu primeiro livro, e com um genuíno fascino por tudo que se relacionasse àquela culinária e ao bon appétit, de volta à América, a partir dos anos 60,  realizou uma espécie de revolução ideológico-gastronômica e acabou se tornando um marco na culinária do seu país. Não só conseguiu publicar vários livros sobre o tema “french cooking”, antes recusados por uma fila de editores, como foi líder de audiência com um programa culinário na tv norte-americana, ensinando aos seus compatriotas, detalhadamente e de modo cativante e divertido, os segredos da alta culinária francesa.

Este Menu baseia-se no Livro “Minha Vida na França”
De Julia Child
Edição brasileira de 2009, pela Editora Pensamento Cultrix

 

Entrada
Soupe a L´Oignon Gratinée (Sopa de Cebolas Gratinadas)
Essa receita, um clássico da cozinha camponesa da França, pertence ao primeiro e histórico livro publicado na América, por Julia Child – “Mastering the Art of French Cooking”, em 1961. O prato ganhou adesão unânime das leitoras e do público norte-americano, graças, ao que tudo indica, a precisão com que Julia Child descrevia técnicas e etapas na confecção de um prato. E isso, mesmo nos anos 60, quando os livros de culinária não se preocupavam com imagens nem ilustração de suas receitas.
(Essa receita é até hoje uma das mais aprovadas e populares entre as leitoras-norte amerericanas que visitam os sites da escritora. Uma receita  bem clássica de sopa de cebolas: as cebolas devem ficar bem douradas, num caldo escurecido e servidas com croutons.)
R$ 22,00
Ou
Salade Verte com Mini Terrine de Foie Trufado
(citado à pág. p. 258 – Quando oferece “como prêmio” aos amigos e a família “um enorme foie gras en bloc truffé, direto  da França“. Quem poderia resistir a uma tentação dessas, de dar água na boca?)
R$ 27,00

Prato principal
Sole Meuniére
“O peixe chegou inteiro: um linguado de Dover, grande, achatado, perfeitamente dourado, num molho crepitante de manteiga, com um pouco de salsinha picada por cima.” Pág. 28 - 1ª Refeição na França no “La Couronne”em Rouen.
R$ 38,00
Ou
Boeuf Bourguignon
(Primeiro prato que fez no Cordon Bleu segundo a página 77 do livro.)
R$ 56,00
Ou
Cassoulet
(Citado na Pág. 257 ) -  Quando consegue fechar contrato com a editora Knopf que sugere algumas adaptações, que resultam na inclusão da receita de Cassoulet “Aquele prato maravilhoso de feijão cozido com carne do sudoeste da França”.
R$ 43,00

Sobremesas
Creme Bavarois aux fraises
Oferecida em jantar preparado por Julia e Simca a um pequeno grupo de influentes editores e alguns chefs de Nova York. (Pág. 269)
R$ 22,00
Ou
Tarte aux Pommes
“Foi uma refeição relaxante, quase perfeita”
(Da ceia de ano novo de 1969 preparada por Julia Child e Jim Bearde)
R$ 21,00

 

Faça o download do Cardápio, clicando aqui

 

Voltar